PENSAR O IMPENSÁVEL

Resultado de imagem para unthinkable

Um exercício que me foi ensinado por Óscar Brenifier que tem inúmeras variações dependendo do que pretendemos trabalhar com os nossos alunos. Aqui apresentarei a versão mais simples que tem por objectivo simplesmente suscitar vários diálogos interessantes entre os nossos alunos e, sobretudo, fazer com que pensem e se questionem acerca do que de normalmente é considerado óbvio e inquestionável.

0 – Como preparação do exercício podemos perguntar aos alunos o que é isto de “pensar o impensável”. Podemos escrever no quadro as palavras-chave das respostas dos alunos: impossível; anti-social; ilógico; inaceitável, estúpido, são algumas das respostas mais comuns.

1 – Cada aluno escreve numa folha uma frase que considere uma verdade absoluta, i.e., algo que de forma alguma pode ser falso.

2 – O passo seguinte é cada aluno ler a sua “verdade” e ouvir com atenção as dos seus amigos tentando identificar alguma que não seja uma “verdade absoluta”.

3 – Perguntamos “quem ouviu uma frase que não seja uma verdade absoluta”? Ouvimos a crítica e abrimos o diálogo ao grupo sobre se é ou não uma “verdade absoluta”, i.e., se é ou não possível que seja falso o que o aluno escreveu.

4 – Neste processo de diálogo o professor deverá estar atento a qualquer “pista filosófica” (como frases, ideias, exemplos, perguntas, etc.) que podem ajudar a aprofundar ainda mais o diálogo.

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s