WISHFULL THINKING

wishfull thinking

Para ser mais preciso a legenda devia ser assim:

“Se eu acreditar que P é falso vou sentir-me triste.

Não me quero sentir triste.

Logo acredito que P é verdadeiro.”

Em “Pensar de A a Z” do Nigel Warburton, o Vitor Guerreiro traduziu “Wishfull Thinking” por “Pensamento Mágico”.

Pensar de forma mágica é acreditar que apenas porque algo seria bom se fosse verdade então deve realmente ser verdade. Apesar de estranho, este tipo de raciocínio é extremamente comum. Isso pode dever-se a uma característica única dos seres humanos: a imaginação.

A capacidade que os seres humanos têm de pensar o que ainda não existe é uma capacidade fantástica que nos trouxe até ao estado actual da civilização. Sem ela nada poderia evoluir ou aperfeiçoar-se a não ser por acidente. A imaginação, sem dúvida alguma, é uma coisa boa. Mas também é através dela que se abre uma fenda por onde entra o wishful thinking. Queremos que as coisas melhorem, queremos que sejam como nós desejamos e começamos a iludir-nos, a pensar que isso certamente acontecerá, ou já aconteceu.

in Ferramentas para Pensar

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s