A ÉTICA DO LUXO

iate-benetti-petrus-ll-1

Partindo do pressuposto que todos queremos viver num mundo onde a pobreza extrema não exista é moralmente correcto gastar dinheiro em artigos de luxo em vez de doar esse mesmo valor a uma instituição que ajude a acabar com a pobreza extrema, aqui ou aqui?

Este exercício quer levar os alunos a comprometerem-se com uma resposta a essa pergunta considerando as implicações morais e políticas daquilo que defendem. Se algo é eticamente condenável deve ser legalmente proibido? É contraditório condenar moralmente e não querer condenar politica ou legalmente? Que valores estão aqui em jogo?

1 – Por forma a problematizarmos o conceito central deste diálogo, o Luxo, começamos por apresentar aos nossos alunos uma série de produtos.

  • Um telemóvel básico

sam1

  • Um smartphone

sam2

  • Um carro desportivo

mase

  • Um iate de luxo

iate-benetti-petrus-ll-1

De seguida colocamos a pergunta:

2 – Quais destes são produtos de luxo?

Aqui os alunos irão avançar as razões que os levam a categorizar uns produtos como luxuosos e outros como não luxuosos.

Estas razões irão ajudá-los a encontrar as condições para que algo seja considerado um artigo de luxo. Pelo que poderemos perguntar, após ouvir e registar algumas das razões apresentadas:

3 – O que é o luxo?

Aqui os alunos deverão “balançar” entre o “desnecessário, o inalcançável, o que aumenta a qualidade de vida, o que tem qualidade, etc.

Em seguida, munidos de algumas destas definições, poderemos perguntar se seria desejável diminuir o luxo de alguns para diminuir a pobreza de muitos. Uma pergunta que pode levar os alunos a pensarem sobre este problema é a seguinte:

4 – O luxo é moralmente* errado?

É altura para provocarmos alguns turbilhões mentais nos nossos alunos. Muitos, mas nem todos, defenderão que sim, o luxo é algo errado. Outros, menos, defenderão que não, que o luxo não é errado.
E é para estes que o próximo dilema se dirige, obrigando-os a procurar razões para não considerarem errado gastar dinheiro num luxo em vez de o fazer a salvar vidas.

5 – Se, apesar de já teres um telemóvel barato, fosses comprar um smartphone que custasse 800€  e, na banca ao lado, uma ONG te pedisse que gastasses esse 800€ para tirar da miséria 100 crianças da Somália, seria errado comprar o smartphone?

Para aqueles que respondem afirmativamente à pergunta 4), que “sim, o luxo é errado”, então testemos os limites dessa sua ideia, que consequências estão dispostos a tirar da ideia de que comprar produtos de luxo é moralmente errado.

6 – Se o luxo é algo errado, deverá ser proibido?

Aqui jogam-se alguns valores que normalmente costumam entrar em conflito, como a liberdade de escolha e a igualdade, a sorte e o azar da nossa posição na sociedade, a justiça e a injustiça da distribuição da riqueza, o mérito e a preguiça de alguns, etc.

Os alunos não terão imediatamente consciência disto e isso será motivo de alguma confusão com alunos a, por um lado acharem que a proibição é a consequência lógica do que defendiam atrás (que o luxo é algo errado), e por outro a terem alguma dificuldade em “morder a bala” e aceitar as consequências aparentemente inaceitáveis da sua posição anterior, de que como é errado devia ser proibido.

Algumas perguntas poderão ajudá-los a pensar esta questão:

7 – O que é errado deve ser proibido?

Aqui os alunos poderão procurar alguns exemplos de coisas erradas mas que não são proibidas. Resta, depois, descobrirem quando é que algo errado deve (ou não deve) ser proibido.

* com os alunos mais novos acho desnecessário usar o termo “moral” pois não o compreendem e, seguramente, será esse o sentido de “errado” que favorecerão na nossa discussão.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s