Consultório Filosófico: A melhor vida

mongol3

O nosso leitor Carlos Marques faz a seguinte pergunta aos nosso corpo de Doutores Filósofos

Caros amigos,

há uns meses atrás dei por mim a “zombiar” (ver como um zombie) um programa na televisão sobre pastores mongóis na estepe asiática. Já viu esse programa? Delicioso.

O que me fez escrever-lhe foi o seguinte. Ao ver aqueles homens e mulheres sorridentes e aparentemente despreocupados enquanto pastoreavam os seus rebanho dei por mim a pensar:

-“Isto é que é vida. Quem me dera ser um pastor mongol na estepe asiática.” 

Mas… será que é preferível a sua vida à minha? Moro no Porto e se, por um lado é verdade, que não tenho o cheiro a estrume morno de iaque a entrar-me pelas narinas pela manhã, também é verdade que o pastor na estepe não pode ver os “Mirós” aos domingos em Serralves. Isto levou-me a pensar se eu, um citadino, terei uma vida melhor que a de um pastor mongól? Alguns autores acreditam que não, e que estamos programados para viver em tribos. 

Mas, já agora, o que eu queria mesmo saber é algo um pouco mais geral:
“Qual a melhor vida que posso ter?”

 

Mais questões do Consultório Filosófico

Anúncios

One thought on “Consultório Filosófico: A melhor vida

  1. Primeiro CONHEÇA-SE.
    Saia da sua vida cotidiana e descubra quem você é.
    Aprenda seus gostos, seus hobbies, suas habilidades, seus pontos fortes.
    Mas meu amigo aqui é a parte difícil.
    Aprenda o que você não gosta, quais suas deficiências, quais seus pontos fracos.

    As pessoas usualmente tente a querer focar em descobrir apenas suas qualidade positivas.
    Mas elas não fazem a menor ideia do quão poderosa são as qualidades negativas.
    Se você SABE que você NÃO GOSTA, ninguém pode te influenciar a aceitar isso. Não importa o quanto tente. Pois você sabe que você NÃO GOSTA.
    Se você sabe que é deficiente vamos dizer na habilidade de ser comunicar com as pessoas verbalmente.
    VERBALMENTE.
    Ao invés de gastar horas, dias, semanas, meses. Aprimorando uma qualidade que sempre vai ser deficiente.
    Adapte-se. Você não se expressa bem VERBALMENTE, descubra como se comunicar com o CORPO.
    obs.: linguagem corporal é 93% mais efetiva do que a verbal.

    Você se conheceu?

    Segundo INVENTE-SE.
    Agora que você sabe boa parte de quem você crie uma personalidade que corresponda com quem você é de verdade. Não precisa se esforçar para absorver essa personalidade, ela se auto assimila.

    Terceiro TOME PARTIDO.
    Aprenda qual o seu lugar na cadeia alimentar da sociedade e se imponha onde você pertence.
    Mesmo que as pessoas te pressionem para baixo. PERSISTA. Vai valer a pena.

    Quarto TOME DECISÕES POR VOCÊ MESMO.
    Agora você está pronto. Sai daqui e vá viver a vida.
    Você não tem mais desculpas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s