FRONTEIRAS: SIM OU NÃO

 

Uma aula estruturada à semelhança deste episódio do programa “The Global Philosopher” de Michael Sandel.

A aula começa com uma breve explicação das diferenças entre um refugiado (alguém que sai do seu país fugindo da guerra ou de perseguição política)  e um imigrante (alguém que sai do seu país em busca de melhores condições de vida).

1- Um país tem o direito de recusar a entrada de refugiados?

2 -Um país tem o direito de recusar a entrada de imigrantes?

Como os participantes no programa de Sandel os alunos votam “Sim” ou “Não” às duas perguntas. Seguramente haverá uma diferença entre os dois resultados das votações, com alguns alunos a rejeitarem refugiados, outros imigrantes, outros ambos e ainda outros não rejeitariam nenhuns.

3 – Quem me explica esta diferença de resultados?

Depois de um diálogo sobre as diferenças entre receber refugiados e imigrantes pomos em evidência as posições em debate com as razões apresentadas pelos alunos e o papel das fronteiras entre os países para pôr em prática as ideias de controlo de fluxo de pessoas. Para levarmos os alunos a reflectir sobre a necessidade e a moralidade da existência de fronteiras entre países colocamos a seguinte pergunta:

4 – O Mundo seria melhor sem fronteiras?

Para este diálogo final poderá ser interessante colocar este vídeo em “pano de fundo” onde os alunos podem ver como as fronteiras não são rígidas e eternas mas variáveis ao longo dos anos e dependentes de condicionalismos históricos.

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s