Números Nomes e Coisas

numbers
Um exercício que leva os nossos alunos a duvidarem de quem são.
1) Começamos por, ao contrário do que é costume nas aulas de Filosofia, fazer a chamada dos alunos pelos seus números.
Depois de todos terem respondido “Presente”, “Sou eu” ou “Estou aqui” fingimo-nos perplexos com o que acabamos de ouvir. “Então quando ouvem o vosso número respondem Sou Eu?”
E dessa perplexidade fingida surge a primeira pergunta da sessão de hoje:
2) “Somos Números?”
A discussão deverá andar em torno de uma maioria de razões a justificar o “Não” (“não temos a forma de número”, “os números não têm vida”, “os números só servem para chamarem por nós”, etc.), mas também algumas para o “Sim” (“deram-nos o número”, “quando chamam o meu número digo “Sou eu”, etc.
Anotamos estas razões no quadro pois serão úteis aos alunos mais à frente.
Então se não somos números…
3) “Somos Nomes?”
Aqui algumas das razões apresentadas anteriormente serão agora confrontadas pelos alunos. Alguns alunos defenderão que não somos nomes por que não temos a forma de nome”, ou “porque os nomes não têm vida, etc. Outros defenderão que sim pois “Eu sou o Dinis”, ou porque “os meus pais me deram este nome”.
Se prestarmos atenção ao seu discurso alguns alunos farão a distinção entre “termos um nome” e “sermos um nome” e essa é uma distinção que podemos explorar.
4) “Afinal temos um nome ou somos um nome?”
Os alunos que defenderem que “somos um nome” terão de se confrontar com algumas das razões avançadas para “não sermos um número” (ver acima), já os alunos que defenderem que “temos um nome” terão alguma dificuldade em explicar que “se tens um nome não é o Martim, mas és uma pessoa que por acaso tem o nome Martim.”
Algumas perguntas interessantes podem surgir a partir daqui:
5) “Se tivesses outro nome serias outra pessoa?”
Nesta altura podemos apanhar as contribuições dos alunos para uma pergunta final, como por exemplo quando um aluno me disse que não somos nem números, nem nomes, nem pessoas, somos “uma coisa qualquer”. Aproveitei essa deixa para fazer a pergunta que os alunos deveriam levar para casa para os pais:
6) “Somos coisas?”
Vamos ver o que os pais respondem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s