O LEÃO E O PÁSSARO

 

Marianne Dubuc quase não usa palavras para nos contar esta história de uma amizade incomum entre um leão sedentário e um pássaro nómada, mas à medida que vamos folheando as suas páginas vamos percebendo que as usa na medida certa, apenas para pontuar aqui e ali uma situação, um sentimento ou uma ideia: “E assim foi. Às vezes a vida é assim.”

Na verdade os desenhos falam-nos tanto, são tão fortes e significativos que uma vez compreendida a sua linha narrativa o texto torna-se desnecessário e, até mesmo, excessivo numa segunda leitura onde podemos deixar-nos envolver poeticamente pelo silêncio que algumas páginas inesquecíveis deste livro nos oferecem.

 

 

Uma história que pode levar-nos a reflectir sobre a amizade, a solidão, o abandono, a partida, o cuidado com os outros e a saudade.

Algumas perguntas:

1 – O que levou o leão a gostar do pássaro?

2 – É mais fácil gostar de alguém muito diferente de nós ou muito parecido connosco?

3 – O leão tinha obrigação de cuidar do pássaro?

4 – Temos obrigação de cuidar de um desconhecido?

5 – Por que é que o bando deixou o pássaro para trás?

6 – Se pudessem, os pássaros deviam voltar para trás?

7 – A natureza é cruel?

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s