A BALEIA_I (5_6 anos)

“O Noé vivia com o pai à beirinha do mar, e tinham seis gatos”.

É assim que começa esta bonita história de um menino e de uma amiga improvável, uma baleia.

“Todas as manhãs, o pai do Noé saía de casa bem cedo, para trabalhar o dia inteiro no seu barco de pesca. Só regressava quando já estava escuro.”

Em apenas duas páginas deste pequeno livro já possuímos e inferimos uma data de informações acerca do Noé: filho de um pescador, vive próximo da natureza, os seus únicos amigos devem ser os gatos, deve passar muitas horas sozinho a brincar em casa e na praia. E a sua mãe, onde está? Morreu? Nunca a conheceu?

O exercício que aqui proponho pode ajudar as crianças a desconstruir esta história e a aprofundar as várias pequenas histórias que estas espessas personagens escondem levantando também o véu sobre os vários temas sugeridos.

0) Dividir a turma em grupos de 4/5 alunos.

1) Começar a ler a história e parar na segunda página (texto em cima) e perguntar:

  • “Esta história fala-nos de quê?”

Esperar que os alunos comecem por dizer que fala de um menino e do seu pai pescador, mas não deixar que fiquem pelos factos relatados na história (sempre a sua primeira tendência) e insistir um pouco mais, deixando que os alunos falem entre si e alguns arrisquem ideias como “Fala-nos de solidão pois o menino passa os dias sozinho.”, ou “Esta história fala-nos de saudades pois o menino deve sentir falta da sua mãe.” Desta forma os alunos começam a perceber que uma história é muito mais que aquilo que ela nos conta, é também aquilo que nos sugere.

2) Continuar a ler e parar a história sempre que achemos conveniente e repetindo a pergunta inicial e incentivando-os a pensar sobre os pequenos pormenores e pistas que o texto e as ilustrações nos podem dar (um gira-discos em casa pode indicar que o Noé gosta de estar sozinho a ouvir música? Que nem sempre é mau estar sozinho?, etc.).

Devemos ir registando as ideias que os nossos alunos avançam. Numa breve sessão com duas crianças, clientes habituais da minha livraria de eleição, a Flâneur, que tem uma cada vez mais completa secção de Literatura Infantil, ouvi algumas sugestões muito interessantes: amizade, fazer o contrário dos pais, esconder a verdade, manter segredos, esquecer e lembrar, solidão, amizade, regressar, etc.

3) Com a lista de sugestões à sua frente agora é tempo de escolher uma delas, aquelas que achem mais adequadas. Repetimos a pergunta inicial e deixamos que os alunos dialoguem mais um pouco entre si. Por fim efectuamos uma votação de braço no ar para decidir qual o tema principal desta história.

Todo este processo deverá demorar-nos uma sessão de 50/60 minutos. Uma vez escolhido o tema, por exemplo “Amizade”, podemos explorá-lo de forma mais aprofundada, noutra sessão noutro dia.

4) Todos os alunos fazem uma pergunta sobre a “Amizade”. Juntam-se novamente os grupos da sessão anterior e cada grupo deve sugerir a pergunta que ache mais interessante.

Parte da riqueza desta sessão estará, precisamente, no diálogo que os alunos fazem em torno de saber qual a pergunta “mais interessante”.

5) Depois deste processo teremos umas 5/6 perguntas, de uma forma geral muito boas, sobre o tema escolhido e podemos dar início a um diálogo entre os nossos alunos em torno delas.

 

Autor: Benji Davies

Edição portuguesa: Orfeu Negro

Veja também: A Baleia II e A Baleia III

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s