Filosofia com Crianças – Manhã filosófica no Sardão 2/3


Problemas com o Tempo: para a frente, para trás, para cima, para baixo, dentro da cabeça, fora da cabeça…

˂̶̶̶̶

Este exercício de Diálogo Filosófico começa de uma forma muito simples. Desenha-se no quadro a seguinte figura

2012 «—————————————- 0

Sem mais explicações pergunta-se aos alunos: O que significa este desenho?

Nesta altura para incentivar os alunos mais tímidos à participação é boa ideia dar um minuto a todos para pensarem e escreverem a sua resposta. A partir desta primeira leitura todo diálogo se processará de forma oral.

– Significa o tempo a passar do ano 0 ao ano 2012 – respondeu o Duarte.

– Quem não concorda com o Duarte? Com esta pergunta colocamos imediatamente a sessão no “campo dialéctico. A partir deste momento os alunos sentem que terão uma palavra a dizer sobre as intervenções dos seus colegas e começarão a ouvi-los com mais atenção. Isto é algo que dificilmente acontece quando a direcção do diálogo é bidireccional (professor – aluno – professor), onde o professor pergunta, o aluno responde e, finalmente, o professor avalia a resposta comentando-a de forma definitiva.

Logo se ergueram meia dúzia de dedos no ar prontos a encontrar falhas na resposta do Duarte e este pode escolher um “amigo” para apresentar a sua crítica. Ao deixarmos o aluno cuja ideia é criticada escolher o seu “crítico” estamos a atenuar um pouco o impacto negativo que o confronto de ideias pode ter em alunos ainda pouco habituados a dialogar entre si.

– Não concordo com o Duarte pois o desenho só mostra dois anos (0 e 2012). Não se vê o “tempo que passou” – criticou a Matilde.

Por esta altura já muitos outros “filósofos” pediam a palavra com os braços tão esticados no ar que temia que deslocassem os seus frágeis ombros tal era a ânsia de apresentarem a sua ideia.

– A seta mostra o tempo desde o início do mundo até hoje – arriscou o Tomás.

– Não pode ser, antes do ano zero também havia mundo – replicou a Susana.

Uma após outra surgiam as mais diversas teorias acerca do desenho, todas relacionadas com o “tempo” e a passagem do tempo”.

– A seta está ao contrário, por isso aquilo mostra o tempo a andar para trás – disse o Ricardo.

– Não concordo – apressou-se a dizer a Rita. O tempo estava a andar para trás se o 2012 estivesse à direita e o 0 à esquerda. Assim:

˂̶̶̶  0  «—————————————- 2012

– Também não concordo, – reforçou o Afonso – o tempo só parece que anda “para trás” porque nós escrevemos “para a frente”, da esquerda para a direita.

Esta ideia do Afonso parece ter despoletado o seguinte pensamento idealista no Tomás.

– Dentro da nossa mente ele está a andar para trás mas na pessoas que escrevem da direita para a esquerda ele está a andar para a frente.

Esta era a altura para iniciar os alunos na questão central em Filosofia do Tempo, a ideia de um “tempo mental” e de um “tempo real”, um tempo que existe independente da mente humana, como defendem os realistas, e um tempo dependente da mente humana como defendem os idealistas. Obviamente que numa sessão de Filosofia com Crinças não se procura transmitir aos alunos estes conceitos e os argumentos historicamente apresentados para cada uma destas posições mas, antes, procura-se fazer algo muito mais importante do que isso, procura-se pôr os alunos a pensar (mesmo que superficialmente) sobre os mesmos problemas que preocuparam outros grandes filósofos antes deles como Zenão, Kant e McTaggart

– E fora da nossa mente, qual é a direcção do tempo?

– A que nós quisermos – respondeu o Tomás.

– Até pode ser de baixo para cima ou de cima para baixo – disse a Susana.

Não concordo com nenhum deles. Fora das nossas cabeças  não tem direcção. Nós é que pensamos que tem direcção – rematou a Leonor, que tinha estado calada até aí.

E foi com todas estas perplexidades “na cabeça” que deixei os alunos do 4ºB e me dirigi para o 4ºC para um Diálogo que também entraria pela questão do “tempo” desta vez para pensar na permanência de pessoas e coisas ao longo do tempo: os problemas da identidade material e pessoal. (continua)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s