Filosofia Crítica

"Levar a filosofia às pessoas, levar as pessoas a filosofar." tiomas@yahoo.com

O QUE É A LIBERDADE?

Num dia em toda a gente celebrava a liberdade (25 de Abril) nós no Café Filosófico (o 37º) quisemos saber o que é a liberdade?

Algumas respostas dos participantes:

- Liberdade é uma sensação de livre arbítrio. (Ana)

- A liberdade é a possibilidade de dizer não aos outros e a mim. (Jorge)

- A liberdade é poder confiar na nossa natureza. (Tiago)

- A liberdade é uma agradável ilusão de pensar e fazer o que queremos. (Mª Manuel)

- A liberdade é a não influência das restrições que temos na nossa felicidade. (Cátia)

- A liberdade é o escape aos condicionalismos diários. (Hugo)

- A liberdade é uma coisa estranha. (Paulo)

- A liberdade é a capacidade de se viver dignamente em todas as circunstâncias. (Fernando)

- A liberdade é quando deixamos de ouvir o nosso ego e tentámos descobrir a verdade do mundo. (Pedro)

nota: não sei se esta última resposta é uma boa definição de liberdade, mas é certamente uma boa definição daquilo que se pretende nos Cafés Filosóficos.
Obrigado a todos os que participaram nesta celebração da liberdade (seja lá o que isso for).

O resto da sessão aqui

About these ads

9 Comentários»

  Hugo Volz Oliveira wrote @

Liberdade é aquilo que surge quando nos conseguimos soltar de algo, logo parece fazer mais sentido falar em graus e magnitudes de liberdade.

  Tomás Magalhães Carneiro wrote @

olá Hugo,

hoje voltamos ao tema da oficina de Novembro passado (em que participaste).
A definição de liberdade que atingimos na altura foi a seguinte: “Liberdade é a experiência da relevância das nossas escolhas ou da ausência de constrangimentos.”
Hoje tivemos menos tempo para trabalhar a definição (2 horas em vez de 6h) mas mesmo assim acho que conseguimos alguns insights interessantes.

abraço

  Hugo Volz Oliveira wrote @

:) Sim, ainda na Sexta encontrei a Daniela e estivemos a falar disso! Estou a tentar ir a um dos Cafés que ocorrem à semana, porque ao fim-de-semana trabalho e não consigo ir, mas também não tem sido fácil :p Pois, gostei especialmente daquela em que a liberdade é a possibilidade de confiar na nossa natureza!

  Claudia wrote @

Liberdade é sentir está totalmente livre de algo ou alguém.

  Tomás Magalhães Carneiro wrote @

olá Claudia, obrigado pelo seu comentário.

O problema dessa definição de Liberdade é que usa na definição “…totalmente livre…” o termo que se quer definir “Liberdade”. Ou seja, é circular.

É um problema bicudo, não é? Por isso mesmo é delicioso e tem preocupado grandes cabeças à milhares de anos :)

cumprimentos,

Tomás

  Vinícius Portella wrote @

O problema não se torna mais bicudo quando tratado no vago? Digo no sentido de que uma definição da liberdade deveria ser não-abstrata e levar em consideração as tantas leis causais que regem o mundo, aqui tida como aquelas leis aos quais os fatos sempre estão de acordo. Desculpa-me: não sou filósofo, nem tenho nada de grande monta a escrever agora. Todavia, lembro-me de certos autores apresentarem uma visão multifacetada da liberdade, seja como ausência de coerção por parte de um governo ou de um grupo (definição negativa), seja como capacidade de agir ou de agência – não sei como diriam aí em Portugal – (definição positiva), seja como capacidade de manter-se criativo e “potente” ante as determinações do mundo – aqui já é uma liberdade, talvez indevida e inadequada, que tomei ante as ideias de Spinoza – entre outras consideradas em conjunto, é claro que se mantendo a consistência.
Todavia, não venho cá para dar definições, menos ainda em tom peremptório – do qual pretendo me afastar, mas saber das definições aqui formuladas e assim aprender.

Abraços.

  Vinícius Portella wrote @

Adendo: uma definição é sempre abstrata. Expressei-me mal. O que quis dizer foi há de se investir em uma definição que tenha correspondência com o mundo; que não seja algo transcendente, fora do mundo, inaplicável ao mundo, mera imaginação.

Abraços.

  Tomás Magalhães Carneiro wrote @

Olá Vinícius,

é claro que uma definição tem de ter algum grau de abstracção, caso contrário seria uma mera descrição de um evento. No entanto há uma tendência de muitos filósofos em “desprender” as suas definições de qualquer ligação ao mundo, e foi exactamente essa ligação que procurámos manter no método que seguimos para atingir essas definições: o Diálogo Socrático, que recorre a uma forma de pensamento indutivo partindo de uma experiência concreta para chegar a uma definição universal.

Sobre este Diálogo acerca da definição de liberdade pode ler aqui:

http://umcafefilosofico.blogspot.com/2010/04/o-que-e-liberdade.html

Sobre a metodologia do Diálogo Socrático aqui: http://filosofiacritica.wordpress.com/o-que-e-um-dialogo-socratico/

um abraço,

Tomás

  Feliciano Nanga Jololo wrote @

Ola! Liberdade é a expressividade da alta dignidade humana, é cultura


Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 150 outros seguidores

%d bloggers like this: